Boa Noite - 18:14:16 - Domingo, 20 de Abril de 2014
 

| Home | Fale Conosco | Biblioteca Online | Organizações Parceiras | Publicações Acadêmicas | Loja Virtual | 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Notícias - Detalhes sobre essa notícia
Título: Acesso à prosperidade passa pela simplificação do sistema tributário brasileiro, destacam participantes
Autor: Publicado em ZH Digital
Data: 17/04/2012
Link: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/economia/noticia/2012/04/acesso-a-prosperidade-passa-pela-simplificacao-do-sistema-tributario-brasileiro-destacam-participantes-3729797.html
Notícia:
Com propostas diferentes sobre como o Brasil pode abrir as "Portas de Acesso à Prosperidade", tema do terceiro painel do 25º Fórum da Liberdade, Tom Palmer e Paulo Rabello de Castro concordaram em um aspecto: é preciso simplificar o sistema tributário brasileiro para gerar riqueza para o país e para os brasileiros.

O membro sênior do Instituto Cato e diretor da Universidade Cato citou Adam Smith para explicar que os entraves ao desenvolvimento do Brasil se concentram em três aspectos: violência, tributação complexa e corrupção:

– Se vocês querem completar a transformação para um país de futuro, precisam ter um governo limitado, que faz o seu trabalho e protege as pessoas da violência, taxas mais baixas e fáceis de entender e uma administração da justiça mais igualitária.

Palmer defendeu ainda o princípio da "destruição criativa" como um motor da prosperidade. Para ele, velhos produtos precisam dar lugar a novos, assim como empresas defasadas precisam ceder espaço às inovadoras que estão surgindo:

– Fracasso e falência são parte de uma sociedade próspera – diz Palmer.

O economista Paulo Rabello de Castro, diretor-presidente da SR Rating, destacou a complexidade do sistema tributário brasileiro como obstáculo para a prosperidade do país e classificou esse sistema como um "manicômio tributário".

– A primeira janela de prosperidade aberta no Brasil foi a redução da inflação, a cidadania monetária. Precisamos agora de cidadania tributária – avalia Castro.

Para o economista, o desafio do país é fazer, através da educação, com que, ano a ano, milhões de brasileiros possam ganhar acesso às ferramentas digitais:

– Onde tem uma moça servindo merenda, que haja também um monitor ensinando o acesso ao mundo digital.

Castro ressaltou ainda a necessidade de facilitar o acesso da população brasileira ao mercado imobiliário e à previdência privada para impulsionar a distribuição de riqueza:

— Nosso modelo precisa ser poupador, com juros módicos e impostos fáceis — enfatizou.
© 2010 INSTITUTO LIBERDADE
Av. Ipiranga 6681 – Prédio 96B, Conj. 107 - Tecnopuc - CEP 90619-900 - Porto Alegre, RS, Brasil
55 51 3384-7158 55 51 3384-6893
| Desenvolvido por SUPORTA Web |
Perfil do IL no Facebook Siga o IL no Twitter Comunidade do IL no Orkut