Boa Tarde - 16:31:08 - Quarta-Feira, 23 de Abril de 2014
 

| Home | Fale Conosco | Biblioteca Online | Organizações Parceiras | Publicações Acadêmicas | Loja Virtual | 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Notícias - Detalhes sobre essa notícia
Título: Fórum da Liberdade abre com críticas aos governos federal e estadual
Autor: Publicado no jornal Correio do Povo
Data: 17/04/2012
Link: http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=413189
Notícia:
Duros ataques aos governos federal e do Rio Grande do Sul, ao gigantismo do estado, à corrupção, “às tentativas de controle social da mídia” e à carga tributária abriram o 25º Fórum da Liberdade nesta segunda-feira, cujo tema é “2037: que Brasil será o seu?”.

Com audiência de cerca de 4 mil participantes na PUCRS, o presidente do Instituto de Estudos Empresariais (IEE), Ricardo Gomes, criticou o chefe do Executivo estadual. “Nos frustra que o governador Tarso Genro tenha declinado nosso convite para estar aqui e participar do debate. Ainda mais porque ontem (domingo) recebi das mãos dos amigos do Instituto Líderes do Amanhã um exemplar do plano estratégico de crescimento do estado do Espírito Santo. Todos deveríamos nos perguntar por que o Rio Grande do Sul não tem um desses.”

O Cpers-Sindicato também foi alvo das críticas de Gomes. Para o presidente do IEE, a entidade está equivocada quanto às pautas que defende: “O poder dos sindicatos de professores é abusivo, não há metas de qualidade e meritocracia na educação. Apontar o completo fracasso do ensino público é repetir o que todos sabem”.

Advogado homenageado com prêmio Libertas lamentou a corrupção no País

Homenageado com o prêmio Libertas, o advogado Carlos Fernando Souto lamentou a “epidemia de corrupção” no País e os ataques à liberdade da imprensa. “O governo é só um aglomerado de pessoas que almoçam poder”, frisou. Ele também citou a baixa taxa de investimento público, de apenas 0,6% do PIB. “O Brasil de hoje é parecido com os Estados Unidos da década de 50. Há muito a ser feito.” A 2ª Carta de Porto Alegre, lida durante o evento, pediu “redução de tributos que sangram 40% da riqueza nacional e investimentos em infraestrutura”.
© 2010 INSTITUTO LIBERDADE
Av. Ipiranga 6681 – Prédio 96B, Conj. 107 - Tecnopuc - CEP 90619-900 - Porto Alegre, RS, Brasil
55 51 3384-7158 55 51 3384-6893
| Desenvolvido por SUPORTA Web |
Perfil do IL no Facebook Siga o IL no Twitter Comunidade do IL no Orkut