Boa Tarde - 16:31:38 - Quarta-Feira, 23 de Abril de 2014
 

| Home | Fale Conosco | Biblioteca Online | Organizações Parceiras | Publicações Acadêmicas | Loja Virtual | 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Notícias - Detalhes sobre essa notícia
Título: Globalização: a extensão da liberdade individual
Autor: Rodrigo Constantino
Data: 08/04/2008
Link: http://rodrigoconstantino.blogspot.com
Notícia:
Palestra de Rodrigo Constantino durante o Terceiro Painel do XXI Fórum da Liberdade em 08/04/08

Gostaria de começar lembrando que até os esquerdistas, mesmo os mais radicais, acreditam no poder da globalização para criar riqueza, não obstante toda a sua retórica contrária. A prova está na crítica que fazem ao embargo americano a Cuba, culpado, segundo eles, pela miséria na ilha-presídio. Ora, estão admitindo que praticar comércio com os americanos é algo positivo, que gera riqueza. Logo, mesmo os socialistas defensores do modelo cubano entendem que a abertura comercial é desejável, e que a reclusão é o caminho da desgraça. Caso contrário, estaríamos diante de um caso de esquizofrenia, onde o comércio com americanos seria ao mesmo tempo exploração e solução para a miséria!

Existem basicamente duas formas de se fomentar o desenvolvimento econômico, aumentando a produtividade: a schumpeteriana e a ricardiana. No primeiro caso, temos a famosa “destruição criadora”, onde as inovações tecnológicas e os novos métodos de produção vão tornando obsoletas as formas antigas, aumentando a produtividade das empresas. Isso é possí
© 2010 INSTITUTO LIBERDADE
Av. Ipiranga 6681 – Prédio 96B, Conj. 107 - Tecnopuc - CEP 90619-900 - Porto Alegre, RS, Brasil
55 51 3384-7158 55 51 3384-6893
| Desenvolvido por SUPORTA Web |
Perfil do IL no Facebook Siga o IL no Twitter Comunidade do IL no Orkut