Boa Noite - 18:17:20 - Quinta-Feira, 24 de Abril de 2014
 

| Home | Fale Conosco | Biblioteca Online | Organizações Parceiras | Publicações Acadêmicas | Loja Virtual | 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Notícias - Detalhes sobre essa notícia
Título: Brasil é apenas 98o. na avaliação de instituições
Autor: Publicado no jornal Zero Hora
Data: 07/11/2009
Link: http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&source=a2710074.xml&template=3898.dwt&edition=13476§ion=1008
Notícia:
Surfando em uma onda de otimismo após sobreviver de pé à crise financeira internacional, o Brasil ainda tem muito para avançar no desenvolvimento de suas instituições, apontou estudo divulgado ontem.

O Índice de Qualidade Institucional, organizado pela International Policy Network (IPN- Londres), mostrou que o país está na 98º posição entre os 191 países estudados.

Para chegar ao índice, a metodologia do IPN utiliza oito critérios, quatro que avaliam a liberdade econômica e quatro que medem as liberdades cívicas e políticas. Segundo o responsável pelo estudo, Martín Krause, diretor do Centro de Investigaciones de Instituiciones y Mercados de Argentina, a posição reflete a influência de problemas conhecidos dos brasileiros, como a alta carga de impostos e a corrupção. No critério que avalia a tributação, o Brasil está na 150ª posição entre as 200 nações avaliadas por este item. Krause também chamou a atenção para o fraco desempenho nas relações de trabalho.

– Acho que o Brasil, se tivesse mais qualidade institucional, poderia estar crescendo como a China. Me parece que o Brasil está perdendo oportunidades por causa das instituições – afirmou Krause.

No entanto, o país recupera algumas posições na competitividade econômica, onde ocupa a 56ª posição, índice que teve crescimento significativo nos últimos anos, avaliou o pesquisador. De 2008 para 2009, o Brasil caiu sete posições no ranking, mas o mau desempenho está relacionado ao ingresso de novos países que não estavam sendo avaliados até este ano. Em relação aos últimos anos, o comportamento do índice brasileiro é praticamente estável.

Para Leonardo Fração, presidente do Instituto de Estudos Empresariais (IEE), que em conjunto com o Instituto Liberdade promoveu a versão em português do ranking, lançada pela primeira vez neste ano, a posição do Brasil não surpreende.

– Não estamos em nível pior porque alguns países sul-americanos conseguiram piorar a qualidade institucional nos últimos anos. E o Brasil está indo no caminho dos piores – avaliou Fração.
© 2010 INSTITUTO LIBERDADE
Av. Ipiranga 6681 – Prédio 96B, Conj. 107 - Tecnopuc - CEP 90619-900 - Porto Alegre, RS, Brasil
55 51 3384-7158 55 51 3384-6893
| Desenvolvido por SUPORTA Web |
Perfil do IL no Facebook Siga o IL no Twitter Comunidade do IL no Orkut