Boa Madrugada - 02:44:32 - Domingo, 20 de Abril de 2014
 

| Home | Fale Conosco | Biblioteca Online | Organizações Parceiras | Publicações Acadêmicas | Loja Virtual | 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Notícias - Detalhes sobre essa notícia
Título: Notícias sobre o XXII Fórum da Liberdade
Autor: IEE
Data: 17/03/2009
Link:
Notícia:
Publicado no Jornal do Comércio

Cultura da liberdade é tema de evento

O XXII Fórum da Liberdade, que será promovido nos dias 6 e 7 de abril no Centro de Eventos da Pucrs, em Porto Alegre, terá como tema central a Cultura da Liberdade. Serão cinco painéis que debaterão aspectos ligados ao livre mercado, à liberdade de expressão e temas sociais.

"Avaliamos que na América Latina não há um apreço pelo indivíduo e sua liberdade, com discussões contrárias sendo propagadas. Por isso, achamos conveniente promover este debate no Fórum", explica Rafael Sá, presidente do Instituto de Estudos Empresariais (IEE), organizador do evento.

Uma das principais atrações nesta edição será o ex-presidente do México Vicente Fox, que fará a palestra de abertura. Algumas presenças já confirmadas são o senador Aloisio Mercadante (PT-SP), a ex-ministra das Finanças da Finlândia Ruth Richardson, o economista Gustavo Franco, o historiador Charles Murray e o filósofo e consultor Denis Rosenfield. A intenção do IEE é promover mais palestras paralelas nesta edição, para divulgar o evento e levar suas ideias a diversos públicos.

Quanto à ausência da crise financeira internacional no centro dos debates, a diretoria do IEE esclarece que em setembro, quando a turbulência se agravou, parte do evento já estava organizada, com convidados já confirmados. Além disso, o assunto vem sendo abordado com frequência no setor empresarial. "Se organizássemos um evento pautado na crise, seríamos apenas mais um", acredita o presidente do IEE.

No entanto, dois painéis abordarão a crise financeira, ambos na manhã de terça-feira: Liberdade e Protecionismo e Liberdade e Intervencionismo. Sá acredita que há elementos da crise que não têm sido abordados, como o papel do Estado americano no problema ao estimular o crédito barato para quem não podia pagar de volta. "A culpa pela crise tem recaído sobre o capitalismo, mas precisamos analisar a questão com maior profundidade", defende, admitindo parte da responsabilidade pelo colapso a setores empresariais, como o financeiro e automobilístico.

O Fórum da Liberdade também entregará dois reconhecimentos: o Prêmio Libertas, conferido a personalidades que defendem o livre comércio, será recebido pelo empresário e economista Rodrigo Constantino; o Prêmio Liberdade de Imprensa será entregue ao diretor Editorial do Grupo Abril, Roberto Civita.

Publicado no jornal Zero Hora

Cultura vai dominar Fórum da Liberdade

Apesar da crise financeira que centraliza as atenções do mundo, os organizadores do Fórum da Liberdade, tradicional evento de economia realizado na Capital, decidiram diversificar a pauta das discussões.

Na próxima edição, confirmada para os dias 6 e 7 de abril, no Centro de Eventos da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), o Instituto de Estudos Empresariais (IEE) está propondo um debate sobre a Cultura da Liberdade.

Lançada ontem, a 22ª edição do fórum terá Vicente Fox, ex-presidente do México, como principal convidado. Porém, a grande novidade está na tarde do segundo dia de debates, no qual a economia dará espaço aos painéis Liberdade de Etnias e Liberdade de Expressão.

De acordo com o presidente do IEE, Rafael Sá, a decisão de ampliar o escopo do fórum foi tomada porque o instituto constatou que a liberdade econômica também depende dos aspectos culturais de um país. Além disso, a diretoria do IEE antecipou a organização do fórum e, em setembro, quando começou a fase aguda da crise, alguns painelistas já estavam definidos.

– Muitos fóruns discutiram a crise, e seríamos apenas mais um. E, quando a crise estourou, já tínhamos palestrantes confirmados. Resolvemos incluir dois painéis econômicos para não ficar tão alienados – afirmou Sá.

Para contemplar os tradicionais debates de economia, o fórum vai discutir, em painéis separados, o protecionismo e o intervencionismo, temas que têm estado em voga depois da ação dos governos para salvar bancos.

A programação

Confira os palestrantes convidados neste ano:

Alessandro Teixeira – presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil)

Aloizio Mercadante – senador do PT

Bolívar Lamounier – sociólogo, diretor da Augurium – Análise, consultoria e empreendimentos

Charles Murray – escritor e p.h.D em ciência política pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês)

Cláudia Vassallo – jornalista, diretora de redação da revista Exame

Demétrio Magnoli – sociólogo da Universidade de São Paulo (USP) e articulista de jornais

Denis Rosenfield – filósofo, articulista e consultor político Franklin Cudjoe – diretor-executivo do Imani – Center for Policy and Education, de Gana

Gustavo Franco – economista, ex-presidente do Banco Central

José Júnior – fundador e coordenador do Grupo Cultural AfroReggae

Otto Guevara Guth – político da Costa Rica, provável candidato à presidência pelo Partido Movimiento Libertario

Ruth Richardson – ex-ministra das Finanças da Nova Zelândia

Vicente Fox – ex-presidente do México

O EVENTO

Informações: no site www.forumdaliberdade.com.br

Publicado no jornal Correio do Povo

IEE apresenta programa do XXII Fórum da Liberdade

Nos dias 6 e 7 de abril, os setores empresarial e econômico gaúchos estarão voltados para o XXII Fórum da Liberdade, em Porto Alegre (no Centro de Eventos da PUCRS, prédio 41). A edição 2009, que tem como tema 'Cultura de Liberdade', contará com nomes expressivos no cenário brasileiro e internacional, entre os quais o ex-presidente do México Vicente Fox, que fará a palestra de abertura, no dia 6, às 18h30min; o senador Aloizio Mercadante (PT); o economista Franklin Cudjoe, diretor executivo do Imani-Center for Policy and Education, instituto que aborda problemas de desenvolvimento na África; Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central do Brasil; a ex-ministra de finanças da Nova Zelândia Ruth Richardson; e o fundador do partido Movimento Libertário da Costa Rica, Otto Guevara Guth.

A apresentação da programação, dos painelistas, bem como do tema e os agraciados com os prêmios Libertas e Liberdade de Imprensa foi feita pelo presidente do Instituto de Estudos Empresariais (IEE) – entidade organizadora do evento –, Rafael Sá, e demais diretores. Neste ano, os homenageados são o economista e membro fundador do Instituto Millenium, Rodrigo Constantino, com o prêmio Libertas, e Roberto Civita, presidente do Conselho de Administração do Grupo Abril, com o Liberdade de Imprensa.

Eles receberão as distinções durante a solenidade de abertura do evento. Além dos painéis, uma mostra cultural paralela sobre o tema 'Liberdade e Desenvolvimento' estará no auditório ao lado do qual ocorrerão as palestras. Entre 24 de março e 3 de abril, a mostra ficará no Shopping Center Iguatemi.

As inscrições para participar dos debates e painéis podem ser feitas por meio do site www.forumdaliberdade.com.br. Na página também está a programação completa.
© 2010 INSTITUTO LIBERDADE
Av. Ipiranga 6681 – Prédio 96B, Conj. 107 - Tecnopuc - CEP 90619-900 - Porto Alegre, RS, Brasil
55 51 3384-7158 55 51 3384-6893
| Desenvolvido por SUPORTA Web |
Perfil do IL no Facebook Siga o IL no Twitter Comunidade do IL no Orkut