Boa Noite - 21:18:28 - Quinta-Feira, 17 de Abril de 2014
 

| Home | Fale Conosco | Biblioteca Online | Organizações Parceiras | Publicações Acadêmicas | Loja Virtual |
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Combate à Corrupção - Detalhes sobre esse artigo
Título: Os caras de pau
Autor: por Aurio Oliveira*
Data: 18/08/2010
Link: http://www.zerohora.com.br
Artigo:
Publicado no jornal Zero Hora

Recentemente, a imprensa divulgou a farra do dinheiro público capitaneada por diversos vereadores de inúmeras casas legislativas gaúchas. A divulgação, por certo, deveria causar constrangimentos e indignação por parte dos cidadãos. Deveria! Todavia tal fato não causa mais estranheza e não gera o efeito esperado. E por quê?

Exatamente porque tal conduta da classe política já não se constitui em novidade ou, ainda, em sentido contrário, pela simples razão de que a gastança e o desperdício do dinheiro público praticados por esses senhores, investidos de mandato eletivo, vêm sendo uma prática corriqueira e atinente ao exercício do cargo público que ocupam. Os escândalos e a má utilização do dinheiro público são incontáveis por todo o país.

Os envolvidos são de diversos partidos políticos e ocupam cargos no Legislativo e no Executivo, passando, inclusive, por funcionários apadrinhados pelo velho e bom nepotismo, levando à conclusão de que a chaga da corrupção e da ladroagem está disseminada por todo o tecido do poder político, manifestando-se em todas as esferas do mesmo.

O que mais impressiona, todavia, nem é o fato de se apoderarem indevidamente do dinheiro público – vez que essa conduta tem sido uma constante –, mas sim a dissimulação e o escárnio com que negam os fatos mesmo após terem sidos filmados cometendo a roubalheira. Não há como não se indignar com a cara de pau dos meliantes negando com veemência os delitos que cometeram e que estão registrados pelas diversas reportagens.

Pior que isso, só as desculpas esfarrapadas com que tentam convencer a população da legalidade dos absurdos que cometeram com o dinheiro público, em evidente traição da confiança depositada pelos seus eleitores.

Certamente surgirá algum incauto defendendo a classe política – o bloco dos caras de pau é imenso – e erigindo em sua defesa que se trata de uma minoria e que a política e os bons políticos existem. Claro, também acreditamos em Papai Noel, duendes e no coelhinho da Páscoa... O certo mesmo é que o título desta pequena indignação também poderia ser “Ali Babá e os 40 vereadores”, e a casa do povo facilmente seria confundida com a “casa da mãe joana”.

*Advogado
© 2010 INSTITUTO LIBERDADE
Av. Ipiranga 6681 – Prédio 96B, Conj. 107 - Tecnopuc - CEP 90619-900 - Porto Alegre, RS, Brasil
55 51 3384-7158 55 51 3384-6893
| Desenvolvido por SUPORTA Web |
Perfil do IL no Facebook Siga o IL no Twitter Comunidade do IL no Orkut